Jovem é condenada a 24 anos de prisão por mandar matar o pai em Ubatuba

A jovem Isabela de Oliveira Toledo foi condenada a 24 anos de prisão por mandar matar o próprio pai em Ubatuba. O crime aconteceu em 2018, quando ela e o namorado planejaram o homicídio – o rapaz ainda não foi julgado.

A decisão da Justiça foi divulgada nesta quinta-feira (10), mas ainda cabe recurso. Isabela, de 22 anos, foi condenada a 24 anos de prisão em regime fechado por homicídio qualificado. Ela está presa desde 2018, quando o crime aconteceu. A defesa de Isabela Toledo afirmou que vai recorrer da decisão.

Leonardo Ricardo Maximiano, namorado de Isabela que também planejou o crime, também será julgado por homicídio qualificado. Ele também está preso desde 2018. Não há previsão para que o resultado da pena de Leonardo seja anunciado.

O advogado Luciano Pedroso de Toledo foi morto com cinco tiros no dia 7 de novembro de 2018. Ele foi encontrado em casa, por um amigo que desconfiou do desaparecimento do homem e invadiu o imóvel onde ele morava, no bairro Estufa 1.

Dois dias depois do corpo ter sido encontrado, a filha da vítima, Isabela de Oliveira Toledo, teria confessado o crime e também afirmou em depoimento que havia planejado o assassinato do pai com ajuda do namorado, Leandro Ricardo Maximiano. A dupla teria contratado um homem para matar Luciano Toledo.

Ela teria afirmado que quis matar o pai por raiva. À época, Isabela Toledo alegou que sofria abusos sexuais de Luciano desde que tinha 9 anos.

Foto: Divulgação

Fonte: G1/Vale do Paraíba