Em Missa do Galo, arcebispo de Aparecida pede que menino Jesus ajude a trazer vacina contra Covid-19 para crianças no Brasil​

O arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, pediu que o menino Jesus dê “uma forcinha para que a vacina das crianças do Brasil chegue o quanto antes”. O pedido foi feito durante a homilia da Missa do Galo, a principal da véspera de Natal, realizada na última sexta-feira (24) no Santuário Nacional. A fala faz referência ao impasse para o início da vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos no país.

“Dai força para as crianças sem afeto, sem amor, sem colo dos pais por tantos motivos. E menino Jesus, dá uma forcinha para que a vacina das crianças do Brasil chegue o quanto antes. Um grande presente de Natal à saúde de nossos filhos, de nossas crianças e de nossos netos.”, disse Dom Orlando Brandes.

No último dia 16, a Anvisa aprovou o uso da vacina da Pfizer para ser aplicada em crianças de 5 a 11 anos de idade. O Ministro da Saúde, entretanto, afirmou que “a pressa é inimiga da perfeição” e que ainda esperava documentos da Anvisa para se manifestar sobre a imunização nessa faixa etária. No último dia 22, a agência divulgou os pareceres completos de aprovação.

Porém, o Ministério da Saúde abriu, na noite do último dia 23, consulta pública sobre vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid. Especialistas afirmam que essa etapa é inédita no processo e que vai atrasar ainda mais a imunização infantil.

No mesmo dia, o ministério sinalizou que recomendará que as crianças sejam vacinadas desde que haja prescrição médica e assinatura de termo de consentimento pelos pais. Os Estados, no entanto, afirmam que não exigirão prescrição médica para vacinar esse público.

Missa do Galo
Ainda na Missa do Galo celebrada na Basílica de Aparecida, Dom Orlando Brandes fez outra referência às crianças durante a homilia.

“Nesta noite, olhando nos olhos do menino Jesus, nós dizemos: menino Jesus, console tantas crianças brasileiras que perderam avô na pandemia, que perderam avó, que perderam o pai, perderam a mãe. Menino Jesus, consola estes órfãos que são 14 mil no Brasil. Só quem não tem família que não sente estas coisas. Menino Jesus, quantas crianças vítimas da bala perdida. Traga-nos a paz.”.
Fonte: G1/Vale do Paraíba