Suspeito de matar companheira com tiro na cabeça em pousada é preso pela PM em Caraguatatuba

O homem suspeito de matar a mulher com um tiro na cabeça em uma pousada em Caraguatatuba (SP) foi preso pela Polícia Militar na tarde desta terça-feira (14). O crime ocorreu durante a madrugada e ele fugiu com o filho do casal em seguida.

O revólver usado no crime foi apreendido e o dono da pousada, que havia dito à polícia que viu o suspeito fugir com uma criança de colo, também foi preso. A polícia descobriu que ele ajudou a esconder a arma do crime e também ajudou na fuga.

De acordo com a Polícia Militar, o ex-companheiro da vítima foi preso em outra pousada no bairro Porto Novo, e levado à delegacia. Ele disse aos PMs que Aline Hebling queria terminar o casamento. O filho deles, um bebê de quatro meses, foi encontrado com os avós paternos.

A Polícia Civil informou que o autor do crime alegou que estava sob efeito de drogas quando matou a companheira. A Justiça expediu o mandado de prisão temporária contra ele.

O crime aconteceu em uma pousada no bairro Massaguaçu durante a madrugada, por volta de 1h. Segundo a polícia, o dono da pousada ouviu um barulho de disparo e foi até o quarto onde a família estava hospedada, quando viu o homem saindo com uma criança no colo.

No quarto, a vítima foi encontrada com um tiro na cabeça, já sem vida. No local foram encontradas uma espingarda e sete munições. Ao ser preso durante a tarde, o autor do crime negou que seja dele esta arma e só reconheceu que usou o revólver apreendido. A propriedade da espingarda e das munições é investigada. O caso foi registrado como homicídio qualificado. O dono da pousada vai responder por fraude processual e favorecimento pessoal.
Fonte: G1/Vale do Paraíba
Foto: Arquivo pessoal