Pente-fino do INSS pode deixar 85 mil beneficiários sem auxílio-doença

Pelo menos 85.191 beneficiários podem perder o auxílio por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) por não terem marcado a perícia médica após pente-fino do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Em agosto, o INSS convocou 170 mil segurados que estão há pelo menos seis meses sem passar por perícia médica. Desse total, 95.588 foram convocados via publicação no Diário Oficial da União no dia 27 de setembro para agendarem a perícia médica de reavaliação do benefício por incapacidade por não terem sido encontrados ou não terem marcado o exame.

No entanto, apenas 10.397 segurados agendaram a perícia médica revisional até o momento – ainda faltam 85.191 segurados. O prazo para agendar a perícia vai até 11 de novembro. O agendamento pode ser feito pelo site www.meu.inss.gov.br e aplicativo Meu INSS, ou por meio de contato telefônico com a Central de teleatendimento, ligando para o número 135.

No dia da perícia, o segurado deve apresentar toda documentação médica como atestados, laudos, receitas e exames. No caso de não atendimento à convocação para agendamento ou de não comparecimento na data agendada, o benefício será suspenso até o comparecimento do interessado. Após 60 dias da suspensão realizada, a situação do benefício poderá ser convertida em cessação definitiva do benefício.
Fonte: G1