Celebrações recordam 90 anos da proclamação de Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil

Os 90 anos da proclamação de Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil estão sendo recordados com celebrações religiosas. As homenagens aconteceram no domingo (30) e nesta segunda-feira (31), em Aparecida (SP), Rio de Janeiro (RJ) e paróquias em todo o país.

Transmissões – A Rede Aparecida de Comunicação transmiti os principais atos da comemoração. Os mesmos canais vão exibir, nesta segunda-feira, a Santa Missa das 18h diretamente do Rio de Janeiro, seguida pelo Concerto, que contará com participação especial da cantora Elba Ramalho. A programação também poderá ser acompanhada pelas redes sociais do Santuário Nacional (Youtube e Facebook).

Uma história de nove décadas – A capital carioca foi o local onde, em 1931, Nossa Senhora Aparecida foi proclamada Padroeira do Brasil. Para preparar a solenidade, de 24 a 31 de maio, a cidade realizou um Congresso Mariano.

Na noite do dia 30 de maio daquele ano, a Imagem original de Nossa Senhora Aparecida foi levada de Aparecida para a cidade fluminense. A saída emocionou os moradores de Aparecida, que pela primeira vez, desde 1889, viram a pequena Imagem deixar a região em que foi encontrada.

Trilhos da devoção – A emoção também se repetiu ao longo do trajeto, feito em um trem especial. Um dos vagões, transformado em Capela, levou a Imagem até o Rio de Janeiro. Uma verdadeira vigília foi formada ao longo da linha férrea, com direito a velas, cânticos e fogos durante a passagem da locomotiva.

Um milhão de fiéis – Os jornais da época detalham “uma densa multidão” na recepção da Imagem. De acordo com os relatos, cerca de um milhão de pessoas acompanhou a proclamação solene de Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil. O número equivalia a toda a população carioca naquele ano. Foi o maior encontro católico brasileiro da época.

O Brasil aos pés da Padroeira – Na Cidade Maravilhosa, a Imagem de Nossa Senhora Aparecida desfilou em uma procissão que saiu da Estação, até a Igreja de São Francisco de Paula. De lá, para a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, na época, Catedral da Arquidiocese Carioca. Finalmente, o cortejo seguiu para a Esplanada do Castelo, nas proximidades de onde hoje encontra-se a Igreja Santa Luzia, na Avenida Presidente Antônio Carlos. Ali aconteceu a cerimônia oficial de proclamação, autorizada um ano antes pelo Papa Pio XI.

O solene ato de proclamação de Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil contou com uma oração de Consagração à Virgem Maria, escrita pelo então cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Sebastião Leme. “Senhora Aparecida, o Brasil vos ama, o Brasil em vós confia! Senhora Aparecida, o Brasil vos aclama! Salve, Rainha”, rezou o purpurado.

Na noite do mesmo dia 31, a Imagem retornou para Aparecida. “Novamente as pessoas estavam perto dos trilhos, esperando a Imagem passar. Agora, com ainda mais intensidade, as pessoas cantaram e rezaram, atrasando em duas horas a chegada da Imagem em Aparecida”, narra Padre Vitor Hugo.

Em 30 de junho de 1980, o Governo Brasileiro reconheceu, civilmente, Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil. A Lei 6.802 declarou o dia 12 de outubro como feriado nacional “para culto público e oficial a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil”.

Celebrações dos 90 anos de Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil
Celebrações no Rio de Janeiro (RJ):
Segunda-feira (31/05):
17h – Inauguração de exposição fotográfica – Igreja de São Francisco de Paula
18h – Santa Missa Solene – Igreja de São Francisco de Paula*
19h30 – Concerto da Padroeira — Orquestra ASMB (Ação Social pela Música no Brasil) e cantora Elba Ramalho – Igreja de São Francisco de Paula*

  • Transmissão pela TV Aparecida