Força Tática da PM de Lorena prende suspeito de matar Toginho em Cruzeiro

Durante Patrulhamento Tático pela cidade de Lorena, pela Rua Mário Prudente de A. Filho x Rua Olavo Bilac, bairro da Cruz, foi abordado um casal, onde foi reconhecido pela equipe e de conhecimento um mandado de prisão por homicídio na cidade de Cruzeiro em desfavor de J.C.L.D de 18 anos, um dos suspeitos de matar Rafael Carvalho dos Santos (Toginho), 38 anos.
Na busca pessoal foi encontrado uma chave de motocicleta, um celular e quantia de 11 reais; ao vistoriar o local foi localizado uma CG 150 Fan de cor preta com placa DJJ1J37, a placa era de uma moto CG 125 de cor verde produto de furto em Cruzeiro.
E ao verificar o chassi constou que era de uma motocicleta CG 150 Fan de cor vermelha, produto de furto também da cidade de Cruzeiro.
Indagado, o suspeito informou que comprou a motocicleta de um desconhecido no bairro Novo Horizonte em Lorena, pela quantia de R$ 500,00.
O casal foi conduzido ao DP, onde permaneceu à disposição da justiça. Participaram da ação 1° SGT MARCELO, CB EWERTON, CB DA SILVA, SUBTEN FREITAS, CB DANILO, CB POUZA e CB SILVA FILHO.
RELEMBRE O CASO
Homem que estava desaparecido em Cruzeiro há cinco dias é encontrado morto no rio Paraíba em Lavrinhas.
Um homem que estava desaparecido há cinco dias em Cruzeiro foi encontrado morto na quarta-feira (23/12/20).
A vítima foi encontrada em uma usina hidrelétrica em Lavrinhas com sinais de ferimento por faca.
O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Ninguém foi preso.
De acordo com a família, Rafael Carvalho Santos, de 38 anos, saiu da casa onde mora com os avós por volta das 4h do dia 1 de dezembro de 2020, depois de receber uma ligação.
No outro dia, a família tentou contato com ele, mas não conseguiu e encontrou o carro da vítima abandonado em uma avenida em Cruzeiro.
Uma prima procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência do desaparecimento.
Na quarta-feira (23/12/20) a polícia encontrou um corpo em uma pequena usina hidrelétrica em Lavrinhas e suspeitou que fosse de Rafael.
O homem estava com sinais de cortes no abdômen e nas costas. A família esteve no local e identificou Rafael pelas roupas e tatuagens.
O caso foi registrado como homicídio e é investigado pela Polícia Civil.
Fonte Jornal A Notícia