Jornalista cruzeirense entra em pré-coma e é encontrado por policias de Lavrinhas pós dez horas

O proprietário do Jornal Classe Líder, Everaldo Oliveira Sousa, fazia o trajeto Arapei-Cruzeiro de carro. Ao chegar em Queluz, sentiu que sua glicose havia caído a nível extremamente baixo, sentindo que não conseguiria chegar ao seu destino, dirigiu-se até a UBS de Lavrinhas. Já eram 19 horas e o Centro de Saúde já estava fechado, pois o mesmo funciona ate às 17 horas.
Com o carro estacionado próximo a UBS, depois de dez minutos, Everaldo desmaiou e logo se encontrava-se em pré-coma.
Depois de mais de oito horas naquela situação, por volta das 4h45 da madrugada, policiais de Lavrinhas em patrulhamento se aproximaram do carro ao perceberam que tinha algo estranho. “Fui abordado de forma profissional pelos policiais Cb PM Sérgio Henrique e Cb PM Valdecir. Entre o pré-coma e o atendimento feito pelas policias, transcorreram quase dez horas. Um verdadeiro milagre eu não ter morrido, agradeço a Deus por ter poupado a minha vida”, disse Everaldo.
Os militares entraram em contato com o Plantão de Ambulância da Prefeitura de Lavrinhas e imediatamente foram atendidos. “A via crúcis foi na Santa Casa de Cruzeiro, quando chegamos, no setor de convênios, não tinha nenhum paciente. Foi preenchida a ficha para encaminhamento médico, esperei uma hora e meia e não fui atendido. Dois plantonistas passaram por cima da Lei da física, de autoria de Isaac Newton que diz: “Um corpo não pode ocupar dois lugares no espaço ao mesmo tempo”, pois os médicos atendem concomitantemente ao Pronto Socorro e aos Convênios, sendo assim o atendimento fica comprometido, paciente prejudicado e a imagem da prefeitura arranhada”, finalizou o jornalista.
Fonte: Jornal Classe Líder