Caso Victória: Família consegue alvará para translado do corpo de Cruzeiro para Mogi das Cruzes

Após quase um ano da morte de Victória Mendes Cardoso, familiares da vítima conseguiram através da justiça o alvará para o traslado do corpo da jovem para a cidade de Mogi das Cruzes. Victória foi brutalmente assassina em Cruzeiro no dia 21 de novembro de 2019.
De acordo com os advogados Paulo R. Oliveira e Gilvan A. Castro, foi expedido pelo juízo de cruzeiro o alvará de remoção e translado, agora somente resta aguardar as tramitações perante os órgãos competente para que seja agendado a data para a realização do procedimento.

ACUSADO DO ASSASSINATO TEM PRISÃO PREVENTIVA DECRETADA

O acusado de assassinar a jovem Victoria Mendes Cardoso de 19, teve a prisão preventiva decretada. Victória Mendes, que havia desaparecido em Mogi das Cruzes no dia 21 de novembro de 2019 foi encontrada morta na cidade de Cruzeiro. Vitória que estava grávida foi jogada ainda com vida de cima da ponte.
O suspeito é o cruzeirense A.B.B.B., 44 anos, que era namorado e vivia com a vítima na época dos fatos, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal e pela DIG, no dia 30 de julho na Dutra em Lavrinhas.
Relembre o caso
O corpo de Victoria Mendes Cardoso foi encontrado enrolado em um edredom, amarrado com fios de cobre, no Rio Batedor, em Cruzeiro, na manhã de quinta-feira (28/11/19). O crime foi registrado como homicídio.
De acordo com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), o corpo foi encontrado com um ferimento na cabeça. Não havia outros sinais de violência.
Fonte: Jornal A Notícia